Fotografia – Água

Fotografia é controversa. Pode enganar, dependendo do enquadramento e formato que você dá nela. Do trabalho de edição também. Eu não sou fotógrafa, não tenho ideia de como fazer a maioria das coisas relacionadas a foto, nem sei as etapas de um processo de revelação, e muito menos estudei composição e equilíbrio. Mas, eu gosto delas. De olhá-las, de sentir a emoção que elas podem transmitir.

Mesmo com as enxurradas de imagens que temos todos os dias, como disse certa vez Affonso Medeiros, professor de Artes Visuais da UFPA: “somos analfabetos visuais”. A verdade é que não sabemos lidar e processar essa miríade de cores e filtros que passam diante de nossos olhos todos dias. Não quero dizer aqui que precisamos profissionalizar a observação fotográfica, muito pelo contrário, mas talvez, por que não entendê-la como uma forma de emitir informação, conhecimento, valores e sentimentos?

E tentando entender e estabelecer uma relação mais próxima com ela, decidi escolher e expor algumas das minhas fotos que tirei por aí, na vida. Descobri, vendo meus álbuns que se tem uma coisa que me atraí, essa coisa é a água. Não sei se porque cresci cercada de rios e viajando de barcos, sendo amazônida, mas a água tem algo que comove, seja pelo movimento ondulante, pela reflexividade… Alguma coisa que é intrínseca à ela.


Guamárelo. Rio Guamá, nas imediações de Belém-Pará. As edições foram em contraste e brilho, a cor do rio é mérito dele mesmo.
nuvens de marfim
Nuvens de marfim. Rio Guamá, nas imediações de Belém-Pará. Dá até pra pensar que é um lago com esse água plana, mas o destaque vai para as nuvens, os “rios aéreos da Amazônia”. Edição feita através da manipulação da saturação e hue da imagem.
Velho-verde-novo
Velho ver(de) novo. Rio Tocantins, aos arredores do vilarejo de Carapajó em Cametá-Pará. Edições de saturação, hue e contraste.
Vermelho
Vermelhô. Rio Tocantins, saindo do Joroca Grande, Cametá-Pará. Os pés de prancha são meus, grata. Edições de contraste e iluminação.

Observação: Todas as fotos foram tiradas com meu celular, modelo: Windows Phone 720. E as edições feitas no Pixlr. Quem não tem cão, caça com gato, rs.

Anúncios

5 comentários sobre “Fotografia – Água

  1. Cecília Maria says:

    Também sou dessas amantes de fotografia que não entende nadinha mas AMA observar belas imagens e se arriscar de vez em quando com uma câmera na mão. Eu gosto de fotografar o mar e o sol, já andei reparando esse padrão. Amei a última foto, acho que o vermelho deu um destaque super bacana. Recentemente comprei um windows phone também, exatamente por causa da câmera (o meu é o 830). E se você quiser babar um pouquinho em fotos lindas, tiradas pelo celular em sua grande maioria, dá uma olhadinha no instagram de um grande amigo meu @elmarcb. Eu amo tanto as fotos dele que saio fazendo propaganda pra todo mundo hahahaha
    Beijo

    Curtir

    1. Alessandra Bastos says:

      HAHAHAHAHA vou olhar sim, Ceci. Tenho invejas de pessoas que naturalmente tem aquele “dom” pra capturar a melhor posição pra uma foto XD o meu às vezes é sorte, às vezes um milhão de tentativas hehehehe essa do barco foi sorte mesmo :B

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s