TAG: 5 perguntas que ninguém nunca fez sobre literatura

perguntasnuncafeitasliteratura

Quem gosta de TAG’s? Eu amo! E as literárias são sempre divertidíssimas. Essa eu já tinha anotado faz tempo, mas só agora achei o papel antigo que tinha anotações de ideias de posts para o falecido blog Relativismo Escrito. Vamos lá? Em primeiro lugar essa TAG foi criada pelo blog Por Uma Boa Leitura, que por sinal, é super legal, então recomendo darem uma olhadinha, se não conhecem! E em segundo lugar, tem cada pergunta que, realmente, ninguém me pergunta quando se trata de literatura – ou eu não tenho coragem de responder!

+ + +

1) Qual escritor você odeia, mas tem vergonha de assumir?

John Green. Ai, sei lá. Eu nunca li os livros dele, mas pelas sinopses é uma receita de bolo de dramas que vão partir seu coração e, portanto, as pessoas vão cair de amores. Sei que muita gente gosta dele, mas eu juro que não consigo nem olhar pros livros gente. Vai ver porque eu odeio dramas, enfim.

2) Qual o pior clássico da literatura brasileira?

Os contos indigenistas de José de Alencar. Sim, eu tinha O Guarani e Iracema (os doei), mas não me desce. Tudo bem, é até poético, a literatura de José de Alencar foi feita para legitimar o Império brasileiro, a necessidade de pós independência se forjar uma identidade nacional tomando como herói o índio – porque não rolava de trazer o negro para esse patamar, né? (ironia). Até aí tudo bem, mas esses estereótipos europeus de índios é complicado de aceitar, viu?

3) Se você pudesse namorar com algum personagem de algum livro, com quem você se relacionaria e porquê?

Eita pergunta difícil! Em se tratando de literatura sou adepta do Poliamor, não tem jeito não. Namoraria Michael Moscovitz às terças, quintas e sábados porque ele é totalmente amável e topa qualquer programa. Às segundas, quartas e sextas eu ficaria com Adrian Ivashkov, por razões de “ô lá em casa!”. E aos domingos eu ficaria com Levi de Fangirl, nada mais legal que um dia de preguicinha lendo fanfic juntos, né?

4) Qual personagem da literatura seria sua inimiga mortal?

Sybil Mira de Crônicas Lunares. Que mulher odiosa!

5) Que livro você rasgaria e queimaria sem dó nem piedade?

Convergente da Veronica Roth. Desculpem, odiei demais o final para sequer ter dó de fazer algo desse tipo com esse livro, grata.

+ + +

Então é isso! Eu não vou taguear ninguém, sintam-se livres para fazer isso (e se fizerem, deixem o link para eu ver a resposta de vocês!) e até a próxima!

Anúncios

4 comentários sobre “TAG: 5 perguntas que ninguém nunca fez sobre literatura

  1. Olha, eu tinha uma pirraça MORTAL do John Green, não queria nem encostar em um exemplar de “A culpa é das estrelas”. Um belo dia comecei a assistir os vídeos dele no youtube (que são muito legais por sinal) e resolvi dar uma chance ao autor, já que ele parecia tão bacana. Olha, eu concordo contigo que ACEDE é um draminha básico que atinge adolescentes com uma eficácia extrema, mas o livro é muito bem escrito. O John faz altas referências a clássicos da literatura, o livro é recheado de metáforas e teorias interessantes – mas vai muito de cada leitor captar essas sutilezas. Acho que você deveria pelo menos considerar dar uma chance a ele, talvez com outro livro dele, menos famoso.
    E quanto a Convergente, da Veronica Roth, TO CONTIGO E NÃO ABRO. Eu odiei aquele livro de querer tacar fogo antes de chegar a metade. No fim então, nossa…
    Beijocas

    Curtir

  2. John Green, John Green… Todo mundo adora as coisas que ele escreve, acham sensacionais, mas…

    1. tentei ler A Culpa é das Estrelas e, por se tratar de um livro sobre câncer, esperava algo triste. como era tudo muito “engraçadinho” e não ter me pegado, abandonei.
    2. eu consegui ler todo o livro da Alasca Young e gostei.
    3. estava cheio da tristeza de Alasca e resolvi ler A Culpa é das Estrelas novamente, mas não desceu.
    4. tentei ler O Teorema Katherine (que se trata de uma roadtrip, segundo a sinopse), mas me enganaram e a viagem termina antes da metade do livro, porque o protagonista para na primeira cidade que conhece. o pior: os personagens são muito parecidos com o livro da Alasca.
    5. li Cidades de Papel e, apesar de venderem um mistério e tudo mais, achei um pouco sem-graça e forçado, cheio de semelhanças com o livro de Alasca também.
    6. assisti A Culpa é das Estrelas no cinema, mas nem ri nem chorei. achei a história bem morna.

    Enfim. O que li do John Green erra tudo igual. E achei o pouco que li dos livros abandonados muito forçado e mecânico.

    Abraço*
    andrecefalia.

    Curtir

    1. Bom, pelo menos você pode dizer que por falta de tentativa é que não foi. Eu declarei meu “ódio” sem ter lido. Sei que é pecado, mas tem uns tipos de dramas que não me descem, sei lá. Talvez um dia, mas por hoje, prefiro continuar afastada da literatura de John Green ~ talvez no máximo dê uma olhada nos vídeos dele que todo mundo comenta! Bjs e obrigada pela visita! 😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s